(32) 99123-5463 Rua Santo Antônio, 990 Sala 708
Carrinho

Três desafios para a implantação do sistema multiportas

Na última quarta-feira, 29 de agosto, os sócios do ANMA, Andréa Horta e Gevalmir Faciroli, participaram do evento “Novos Cenários para a Advocacia” que ocorreu no Fórum Leopoldina, que fica no Rio de Janeiro.

O Fórum Leopoldina é um ambiente inovador e possui em seu CEJUSC uma estrutura exemplar para lidar com os desafios do atual sistema de justiça, possuindo espaços recém construídos para mediação e uma equipe de mediadores multidisciplinares capacitados para atuarem, tanto presencialmente, quanto online.

No evento, os sócios do ANMA apresentaram os desafios do sistema multiportas, usando como marco teórico o artigo “O novo CPC adotou o modelo multiportas!!! E agora?!”¹ de autoria do professor João Luiz Lessa Neto.

Em seu artigo, Lessa Neto cita que existem três desafios a serem superados para a implantação do sistema multiportas: 1) estruturais; 2) educacionais; e 3) culturais. E nós do ANMA mostramos, em nossa apresentação, como é possível que a sociedade atue para a superação desses desafios, bem como exemplificamos o que temos feito em nossa cidade para contribuir com a transformação do sistema de justiça.

Em relação à questão estrutural, apresentamos o cadastramento do ANMA junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais como Câmara Privada, bem como o investimento feito na sede do ANMA para a construção de um espaço capaz de oferecer outro cenário à sociedade de Juiz de Fora, onde as partes podem submeter seus conflitos com segurança jurídica, ao trabalho de profissionais capacitados e certificados internacionalmente. Mostramos ainda a flexibilidade de agenda e horários para facilitar o trabalho dos advogados e propiciar conforto às partes.

Já em relação ao desafio educacional, apresentamos os trabalhos que já foram realizados pelo ANMA junto à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) no Dialogar – Núcleo de Mediação da UFJF, bem como os diversos de cursos de formação para estudantes, advogados e mediadores realizados desde 2014.

Por fim, em relação à abordagem cultural, demonstramos os eventos em que o ANMA tem participado com o intuito de promover a cultura dos métodos consensuais, junto a instituições de ensino, grupos de mediadores e advogados, tais como o ICFML e as comissões da OAB. E ainda as consultorias prestadas a empresas e organizações que visam introduzir gestão e resolução adequada dos conflitos em sua cultura organizacional e complementar os procedimentos internos por meio de técnicas e ferramentas e habilidades utilizadas na mediação de conflitos.

O evento foi destaque nas notícias do TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), confira clicando aqui!


Fotos do Evento:

(Gevalmir Faciroli e Andréa Horta (ANMA), Vanda Penco (CEJUSC Leopoldina), Emanuelly Castro e Mariana Faria (D'acordo) e Marconi Filard (CEJUSC Leopoldina) e a mediadora Susanna Demant.


1 LESSA NETO, João Luiz. O Novo CPC adotou o modelo multiportas!!! E agora?!. Revista de Processo, vol. 244, p. 427-441, jun./2015.


Por Gevalmir Faciroli

Data: 03 de setembro de 2018 - 17:44.

Voltar para Notícias